4 de março de 2011

quimera, parar de escrever um dia, por um dia só, ou pra todos de depois de então,
quem me dera fazer versos de desfazer frentes

 tempos passados são idas sem voltas no tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário